Negócios, Todas

Todo negócio está exposto à Transformação

Home / Blog / Todo negócio está exposto à Transformação
data Publicado dia 14/01/2019 hora 16h54
Áudio descritivo

Um dos maiores erros que pode cometer um gestor é sofrer ou deixar-se levar pelo efeito Dunning-Kruger.
Este efeito foi estudado em meados de 1990 por David Dunning e seu aluno Justin Kruger da Universidade de Cornell.

Tudo começou quando McArthur Wheeler, de 44 anos, roubou dois bancos em plena luz do dia, sem máscaras nem disfarces. Ao ser preso e interrogado, ele não entendia como havia sido descoberto já que ele havia aplicado limão em seu rosto acreditando que isso o faria invisível perante as câmaras de segurança (conforme lhe haviam dito).

Este crime (absurdo) gerou o seguinte questionamento no professor David Dunning, da Universidade de Cornell:

Poderia ser possível que minha própria incompetência me deixasse inconsciente dessa mesma incompetência?

Dunning convidou um aluno brilhante, Justin Kruger para realizar um estudo e encontrar uma resposta a esta pergunta.
O estudo demonstrou que quanto maior a incompetência de uma pessoa, menos consciente ela é sobre sua incompetência. Por outro lado, as pessoas com maior conhecimento, paradoxalmente, tendem a subestimar suas competências.

O resultado faz todo o sentido, já que para que uma pessoa reconheça e aceite sua própria incompetência sobre um determinado assunto, deveria ter os conhecimentos necessários para julgar se é incompetente ou não. Ao não ter esses conhecimentos não pode ser consciente de sua incompetência…

Pois é… O que a psicologia e o efeito Dunning-Kruger tem a ver com Transformação Tecnológica ou de Negócios?

Muito simples, o efeito Dunning-Kruger corporativo, não se refere à incompetência e sim a falta de conhecimento de uma área específica, e esse desconhecimento que sofrem a maioria das empresas e profissionais liberais pode ser seu maior inimigo.

Ao não conhecer e/ou entender os impactos da transformação tecnológica (lembre-se, já não falamos transformação digital – leia o post Transformação tecnológica vs. Transformação digital, aqui) ele é incapaz de julgar os riscos e oportunidades a que seu negócio e sua profissão estão expostos.

O executivo sabe da importância, inclusive da necessidade de realizar uma Transformação em seu negócio, mas, em muitos casos desconhece a magnitude da Transformação à sua volta.

É igualmente perigoso perder os trens das oportunidades que passam à sua frente como não enxergar as ameaças que se aproximam, que vem do seu setor ou de fora dele, sem que ele tenha o conhecimento e a metodologia adequada para detectá-los.

Normalmente os empresários e executivos se protegem inconscientemente de sua falta de conhecimento justificando que seu negócio é diferente, que tem particularidades, que está protegido por regulamentações, leis, conselhos regionais. Que seu negócio é único e isso lhe outorga um manto protetor (ou uma capa de super herói) que lhe protege de todas transformações que estão acontecendo no mundo real…

Eles utilizam as mesmas muletas de sempre para justificar as dificuldades em seus negócios, atribuem os problemas basicamente a 3 coisas:

* Problemas sistêmicos: crise econômica, excesso de: burocracia, carga tributária, lei trabalhista, etc.
* Crise política: instabilidade, corrupção, etc.
* Falta de mão de obra qualificada e comprometimento

Porém, estes pontos são somente a ponta do iceberg e usá-los como escudo (desculpa) para justificar a situação de seu negócio é extremamente ingênuo e perigoso.
Se as coisas vão bem ou mal, provavelmente seja porque as mudanças comportamentais das novas gerações estejam impactando seu negócio, novos produtos, serviços, modelos de negócio, tecnologia, e assim por diante.

Normalmente não se considera que o entorno, as pessoas, a tecnologia, tudo isso mudou, assim como os concorrentes também mudaram e o maior desafio que enfrentam é entender e saber enxergar que as ameaças de vem de fora do setor (leia o post O foco, que antes te salvava, agora te faz vulnerável, aqui)

Para mitigar este enorme risco, as empresas não precisam saber tudo de tudo (até porque é impossível), não há como eliminar totalmente o efeito Dunning-Kruger, elas precisam abrir sua mente, reconhecer a incompetência (isso não é pejorativo, é de sábios) e contar com um mentor de transformação externo para que ajudá-las neste processo e aplicar as ferramentas da Tecno-Humanização.

Para conhece-las melhor, leia o post épico do conceito da Tecno-Humanização aqui, visite nossas redes sociais ou entre em contato com a gente através do site.

Imagens: Pixabay

POSTS RECENTES

data Publicado dia 22/09/2020 hora 14h34
Transformação digital Humanizada constrói empresas mais rentáveis

Este artigo foi publicado no dia 08/09/2020 na minha coluna no R7 e inova360…

data Publicado dia 15/09/2020 hora 15h25
Mudança comportamental + Tecnologia = Nova civilização

Este artigo foi publicado no dia 15/09/2020 na minha coluna no R7 e inova360…

data Publicado dia 08/09/2020 hora 10h48
O grande risco da mentalidade fixa nas empresas

Este artigo foi publicado no dia 08/09/2020 na minha coluna no R7 e inova360…

data Publicado dia 01/09/2020 hora 20h14
Consumidor consciente cancela marcas lobo vestidas em pele de cordeiro

Este artigo foi publicado no dia 01/09/2020 na minha coluna no R7 e inova360…

data Publicado dia 25/08/2020 hora 19h52
Tecnologia deve gerar qualidade de vida, não preguiça!

Este artigo foi publicado no dia 25/08/2020 na minha coluna no R7 e inova360…

data Publicado dia 18/08/2020 hora 19h49
A experiência do cliente na transformação digital e de negócio

Este artigo foi publicado no dia 18/08/2020 na minha coluna no R7 e inova360…

PODCAST
VÍDEOS